Toda a certeza me levanta certas dúvidas

 

Monica_Bellucci

Toda a dúvida levanta uma firme certeza

Quando se faça uma história do amor qual será o verbo mais importante: dormir ou despertar?

Não sei se uma pessoa, por acreditar em coisas verdadeiras, vive melhor (ou é mais ética) do que outra que acredite em coisas que não são verdadeiras.

Uma verdadeira educação dos infantes e infantas devia, talvez, conduzir-se por dois princípios simples. Ensinar-lhes, primeiro, que a experiência da beleza é uma escolha social e política estratégica. Ensinar-lhes, a seguir, que não gastar mais do que se ganha é uma norma que empresta às finanças uma dada robustez ontológica.

laetitia-casta

toda a dúvida se abre a uma certa robustez ontológica

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a Toda a certeza me levanta certas dúvidas

  1. Olinda diz:

    despertar.
    para a verdade.
    e dormir: faz crescer a beleza – a que não se compra.

  2. Depois de robustecida a ontologia, um cigarro:

    http://www.youtube.com/watch?v=P82V5TEEVWc

  3. nanovp diz:

    Parece simples, a certeza de que vivemos, mas logo assomam as duvidas de que tudo parece vazio se a morte fizer esquecer a vida….

  4. Estou na dúvida… não sei se isto é filosofia ou pouca vergonha, Manuel Fonseca.

    E a legenda da photo é de um homem, de certeza: as mulheres, quando escolhem sapatos, não escolhem os mais giros e que magoam mais. Escolhem os melhores, o resto logo se vê – e isto sim, é como escolhem os homens.

Os comentários estão fechados.