Na água com Heraclito

O tempo desperdiçado é o rio de Heraclito. É o irremediável e não há como tomar banho no irremediável, quanto mais repetir.

Sobre Ivone Mendes da Silva

Entre lobos e anjos me habituei a escrever. É talvez por isso que, para além de asas e de uivos, as palavras me tropecem e não encontrem sozinhas o caminho das folhas. Nessas alturas, peço para elas a bênção da tristeza, musa de sopro persistente, que triste me faz e a acolhedoras mesas me senta.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

11 respostas a Na água com Heraclito

  1. ai que pensamento tão limpinho! vou , gluglu, beber. 🙂

  2. riVta diz:

    Repetir mais quanto? Irremediável no banho, tomar como há, não!
    ( just joking) … fluir… ah! Quanto mais repetir.

  3. Manuel S. Fonseca diz:

    E agora? O que faço ao meu irremediável banho?

  4. Heráclito nunca tomava banho duas vezes porque não gostava de se lavar, já Parménides andava sempre de carroça e nunca se sujava:

    http://www.youtube.com/watch?v=Z8Qk4khPEEY

  5. nanovp diz:

    Estou com medo da corrente Ivone…ainda me leva para longe…

Os comentários estão fechados.