TV, perdão EV no Hospital

EV no Hospital

Texto semi-roubado aqui

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre com as tags . ligação permanente.

9 respostas a TV, perdão EV no Hospital

  1. 🙂
    um miminho.

    (onde está o 34 segundos de tristeza? nunca cheguei a conseguir entrar)

  2. EV diz:

    Já me ri! Merci malvada!

  3. A Rita, já imaginou bem em que virote deve andar o pessoal hospitalar? Ouvi dizer que levaram a biblioteca do hospital todinha para essa enfermaria, já está a ver qual.

  4. nanovp diz:

    Mas afinal o SNS é que está a dar…com desenhos e livros…

  5. Bruto da Silva diz:

    EV, pelos vistos, também é Espaço Visual 😉

    Francas melhoras.

Os comentários estão fechados.