Os 50 segredos de Pedro Marta Santos

50 segredos do amor_300dpi

Um poeta, Ruy Belo, diz ou escreveu – e que diferença é que isso faz se num poeta o Verbo é só um:

“a erva cresce e as crianças morrem
O mar aceita chão a mão do sol”

E eu, que já fui mais e agora sou menos um editor bissexto, recebi, chão, da mão do sol, um livro. Chama-se “50 segredos politicamente incorrectos do amor”. Escreveu-o o sol, isto é, a mão do Pedro Marta Santos. Convém prevenir-vos: além de editor, sou um amigo de quem ele faz o favor de ser amigo. Não se admirem se, como já um dia vos disse de “Rolando Teixo”, o romance de Pedro Bidarra, ou de “Camas politicamente incorrectas da sexualidade contemporânea” que a Eugénia de Vasconcellos assinou, eu vier jurar outra e quantas vezes forem precisas que este é o mais belo dos livros, o mais irreverente, um livro que arde a fogo catódico, livro de salvação (os homens nunca se fartam de trair) e de redenção (as mulheres nunca se cansam de perdoar).

Porque é que eu estou a dizer isto? Porque se quiserem amar como se o mundo fosse acabar amanhã, então têm de ir a correr às livrarias onde o livro acabou de entrar e lerem. Com paixão, escusado será dizer.

 

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

18 respostas a Os 50 segredos de Pedro Marta Santos

  1. Parabéns, querido Pedro. Espero que não se guarde um único segredo, que corra de boca em boca!

    Senhor editor: parabéns para si também!

  2. Manel, não leu o New Yorker a dizer que o nosso PMS era um young Steiner? Pois eu li.

  3. fiquei com vontade de ler o Pedro pelo que escreveu o Padrinho Manel. 🙂

    (e fiquei a pensar assim: o trair é sempre eterno e o perdoar tem sempre prazo de validade – o que traz a beleza da novidade)

  4. Beijinhos, amigas Eugénia, Ivone e Olinda. Parece que se comprarem 10 livros cada uma, têm direito a um jantar com o doutor. Eu comprava.

  5. cc diz:

    Gostei muito do Rolando Teixo…ao princípio nem por isso, mas ia gostando mais à medida que avançava e acabei rendida.
    O da Eugénia, depois de muito procurar, fui dar com ele arrumado no sector das ciências sociais, cheirou-me a estudo, a coisa séria…e não comprei. Qualquer dia volto à estante e trago-o. Eugénia, tem que pedir outra arrumação 🙂
    Agora Manel só não percebo bem a questão dos homens e das mulheres: elas não traem e eles não perdoam? Há estatísticas, essas coisas que nos costumam enganar?
    ~CC~

    • CC fez maravilhosamente, a si, às suas emoções, ao país, ter comprado o romance do Bidarra. Não imagina o que está a perder – o seu intelecto, as suas emoções, o seu certamente grandioso coração, por não ter comprado as “Camas” da Eugénia. Redima-se, faça uma compra politicamente incorrecta e arremate os dois livros no mesmo dia, à mesma hora, na mesma livraria.

  6. Ana Rita Seabra diz:

    Vou já amanhã comprar os 50 segredos!!!!
    Parabéns ao autor e ao editor 🙂

  7. Uma leitora, Ana Rita! É o início da festa. Beijinhos

  8. nanovp diz:

    Pois diziam-nos que já não havia segredos, estes trazem a sensação de mistérios apetecíveis…vamos lá lê-los…

Os comentários estão fechados.