A bengala do papá: velhos postais 3

 

bengala

É um dos temas do momento. Há uma urgência demográfica no ar. Tanta urgência desequilibra. Sei que parece anacrónico, mas a bengala que fui descobrir a um velho postal dos anos 20, pode ser um grande apoio.

É a bengala do papá
Para repovoar, melhor não há!

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a A bengala do papá: velhos postais 3

  1. É, portanto, uma bengala de expressão política ao serviço da segurança social e outras instituições de, vá, relevo.

  2. ERA UMA VEZ diz:

    No momento actual, deve ser bem mais útil a bengala do avô…
    Sempre ampara de tantos empurrões.

  3. Que coloridos e sorridentes amparos, Manel. Que bela colecção nos tem trazido.

  4. Citando Jack Nicholson: You want the musseque? You want the musseque? You can’t handle the musseque (ou Led Zeppelin is dead):

  5. ERA UMA VEZ diz:

    Agora muito a sério…este postal é” lindérrimo”e poderia bem passar na TV à noitinha… tipo publicidade institucional.

  6. nanovp diz:

    Era um mundo de sorrisos…e bébés claro….

Os comentários estão fechados.