Trabalhar custa mais a uns do que a outros

As pernas de Francis Coppola em Rumble Fish

Pode não parecer, mas o cinema é um trabalho. Trabalha-se nisso. Passam-se horas num estúdio ou num local qualquer, em exteriores. Fala-se, dão-se ordens, há mal-entendidos. Não é coisa de entrar às 9 e sair às 5. Passam-se ali dias. Um tipo apaixona-se, um tipo desapaixona-se. E há um dia em que, tudo acabado, um tipo volta para casa. Entretanto, alguém tirou fotografias.

hitchcock_Vertigo

Hitchcock e a vertigem da cama

Roman Polanski directing Mia Farrow on Rosemary's Baby

Polanski a semear o medo antes de colher o mal

preminger_seberg

Preminger e Jean Seberg, trabalho sobre brasas

jean-luc-godard

Godard, o stakhanovista nem weekends tem

Steven Spielberg on the set of Raiders of the Lost Ark

Spielberg e a exploração do trabalho infantil

Nicholas Ray directing wife Gloria Grahame and Humphrey Bogart on the set of Lonely Place

Trabalho: os olhos de Nick Ray, as bocas de Gloria Grahame, sua mulher, e de Bogart.

jacques-demydemoiselles de rochefort

Trabalho europeu: Demy, Deneuve, Les Demoiselles de Rochefort. A Europa, quando faz sol, é muito boa.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

10 respostas a Trabalhar custa mais a uns do que a outros

  1. Os índios meteram estes florzinhas de estufa todos num saco (eat your heart out Berkeley):

  2. Fica o registo desse trabalho :-)))
    Muito bom Manuel!

  3. e a coisa não acaba nem começa assim, há horas e horas de escrita de argumento, preparação de rodagem, e depois horas e horas de montagem, pós-produção, até finalmente a coisa estar terminada e existir de forma independente e circular por outros e noutros lugares

    • Claro que sim, meu caro “realeconstruido”. Há é menos fotografias da antecâmara da escrita e dessa “sala escura” da montagem. Aliás, da escrita ainda se arranjam uns milhares. A ver se me lembro de ira à procura.

  4. riVta diz:

    e que gira é a última foto

Os comentários estão fechados.