No estranho tempo dos élepês

Roxy music

Não sei porquê, tinha a ideia de que o Diogo Leote já aqui tinha escrito sobre a coisa, mas fui à procura e nicles. Vou falar de capas polémicas de éLePês da pop music. A Flavorwire escolheu 8 e eu roubo duas. Esta, ali em cima, dos Roxy Music, porque foi feita em Portugal. O Brian Ferry andava pelos Algarves em retiro criativo e tropeçou em duas alemãs de alto lá com ele, que convidou a posarem para a capa do Country Life, álbum em que se andava a embalar. A sessão foi feita no Algarve, na casa de Verão da avó de uma das gorgeous German girls. Se eu gosto muito, o Brian ainda deve ter gostado mais e levou a coisa até ao fim. Na América, em Espanha e na Holanda as reacções foram adversas e as raparigas tiveram de ser apagadas, ficando só as verduras.

beatles

Do que já não gosto nada, mesmo nada, muito embora tenha sido igualmente controversa, é desta capa que o Paul McCartney, com o Lennon a dar-lhe guita, arranjou para o álbum do “Yesterday“. Eles deviam ter ouvido o George Harrison, que logo achou a ideia “nojenta” e “estúpida”. A capa foi impressa e ainda chegou ao mercado, mas a Capitol teve um rebate de consciência e mandou tirar aquela foleirada das lojas, para descanso dos olhos de marçanos, talhantes, pessoal das retrosarias e demais seres humanos decentes e de bom gosto.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

4 respostas a No estranho tempo dos élepês

  1. Diogo Leote diz:

    Manuel, foi o Vasco, no defunto ETGM, que escreveu sobre a capa do Country Life. Por muito que se procure, já não se encontram alemãs destas no Algarve (o problema será do Algarve ou da Alemanha?). Quanto à capa dos Beatles, tamanho mau gosto só podia vir do foleiro do McCartney.

  2. eu acho que a senhora da direita não é uma mulher … ou vice-versa
    ah ah ah

  3. nanovp diz:

    Prefiro as alemãs….na capa quero dizer…e fico a pensar se as outras meninas das capas dos Roxy seriam alemãs algarvias….

  4. Pedro Marta Santos diz:

    Esta capa faz-me lembrar, irremediavelmente, a conversa suscitada pelo cardeal Norton no mais recente jantar. Eu, que sou um adepto do junglismo, expressão adoptada por querido amigo para designar a prática anti-depilatória – e celebratória da Mãe Natureza – anterior ao ano 2000. Helás, há retrocessos civilizacionais desse calibre.

Os comentários estão fechados.