Flores do Mal III

Flores do mal 7

Flores do mal 7

Flores do mal 8

Flores do mal 8

Flores do mal 9

Flores do mal 9

Sobre Pedro Norton

Já vos confessei em tempos que tive a mais feliz de todas as infâncias. E se me disserem que isso não tem nada a ver com tristeza eu digo-vos que estão muito, mas muito, enganados. Sou forrado a nostalgia. Com umas camadas de mau feitio e uma queda para a neurose, concedo. Gosto de mortos, de saudades, de músicas que nunca foram gravadas, de livros desaparecidos e de filmes que poderiam ter sido. E de um bom silêncio de pai para filho. Não me chamem é simpático. Afino.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

10 respostas a Flores do Mal III

  1. Estas Flores do Mal vão em crescendo. Já estou a imaginar a Sharon Stone a irromper entre lençóis e o picador de gelo debaixo da cama.

  2. Pedro, vai aqui uma série que não vale a pena dizer que é uma linda série, porque isso é nada dizer. Começou inquietante e já descarrilou para uma sinistra seringa. Tem alma, se é que um lençol branco pode ter alma.

  3. Zumbidos de abelha sobre as flores (Sonny Rollins’ sax):

  4. riVta diz:

    agora percebo as flores
    não sei onde vão acabar
    mal certamente

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    E se terminam com um «tinóni»? Mal empregues as flores que nos deixam a remoer na forma das nossas vidas.

Os comentários estão fechados.