Inútil

 

 

Não sei porque gosto tanto de fazer compras online. Estou mesmo capaz de desistir de arquitectar e montar uma central de compras. Sou picuinhas. Leio tudo o que encontro sobre o artigo que procuro. Comentários, forums, grupos de discussão, you name it. Agora quero comprar um tablet e estou mais informada que o vendedor da Samsung que me perguntou no final da discussão: Então porque é que a senhora não compra um ipad? A resposta é simples mas o que eu queria mesmo era um tablet que fizesse tudo o que um ipad faz mas que não fosse um ipad. Se confundi o senhor? Não. Ele percebeu que eu no fundo quero mesmo comprar um ipad mas que não vou comprar. Enfim. Adiante.  Não quero que me perguntem porque não compro o raio do ipad. A resposta é simples volto a dizer. Mas agora não quero pensar nisso.

The-Fliz-bicycle

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Ando Nisto. ligação permanente.

2 respostas a Inútil

  1. EV diz:

    Porque raio não compra o aipâde?! Conte, sua malvada…

  2. nanovp diz:

    VAi sempre sair um novo no futuro próximo Rita…mas eu cá estou fiel ao meu já há uns anos…It’s a Classic….

Os comentários estão fechados.