A direita e a esquerda

 

Toda a criança, na sua possessiva inocência, é de direita; todo o adolescente, no seu umbiguismo rebelde, é de esquerda.  Acho eu… 

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

7 respostas a A direita e a esquerda

  1. Beatriz Santos diz:

    Direita e esquerda não ficam muito bem tiradas na sua fotografia taxativa.

  2. Pedro Bidarra diz:

    E depois há quem cresça e se dê conta que, apenas o eixo das abscissas, é insuficiente. Há esquerda e direita, em cima e em baixo

  3. Pedro Marta Santos diz:

    Boa, doutor.

  4. Jorge Silva diz:

    Por acaso acho que as crianças são de esquerda, os adolescentes são anarquistas e os adultos, quase todos, abraçam a direita, resignados.

  5. nanovp diz:

    E ao centro fica alguém?

Os comentários estão fechados.