All the right junk in all the right places

Esta linda menina é Kate Davis, cantora, compositora, intérprete de, olhe, sete instrumentos. Aqui, canta um tema de Meghan Trainor com a Postmodern Jukebox de Scott Bradlee.

All about that bass – ah literalidade da metáfora… Fun!

É manifestamente exagerada a notícia de que o mundo está perdido quando há gente desta à esquerda e à direita – não, não é filha única, vá descendo neste blog em direcção ao passado e confirme que o futuro é um lugar bom.

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.
Esta entrada foi publicada em Post livre com as tags . ligação permanente.

6 respostas a All the right junk in all the right places

  1. Beatriz Santos diz:

    Boa! Uma canção bem mto bem cantada. A louvar o corpo que Deus nos deu e nos acompanha por todo o lugar no inteirinho da vida; não sei como se pode não gostar dele quando tudo nos aguenta.

  2. Paula Santos diz:

    Muito bom! Saudades do futuro.. 😉 Um bom dia!

  3. riVta diz:

    Parecem a Marta, o Hugo e o David lá em casa a ensaiar. Divertido. Este seu velho futuro promete.

Os comentários estão fechados.