Meu ou nosso?

Enquanto não sou banida deste blog tão sério, por triste e má figura, deixem-me aproveitar este intervalo para dizer que só mesmo alguém muito bem apessoado aguentaria a exposição dos heterónimos de uma forma constante e quase residente.

Ricardo

Roubado aqui

Na minha opinião, mudar da NOS para a MEO seria uma verdadeira tentação se o pacote, quando chegasse a casa, trouxesse as várias versões do Ricardo Aráujo Pereira desbloqueadas.

Espero que ele não me processe por indecência e maus pensamentos.

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

4 respostas a Meu ou nosso?

  1. Agora faltaria ver os heterónimos ricardinos fazerem o que os pessoanos faziam (segundo Cesariny). Depois de uma heterónima dança adequada:

  2. Beatriz Santos diz:

    estão lindinhos; até gosto do Ricardo mas não queria nenhum cá em casa:)

  3. riVta diz:

    🙂

Os comentários estão fechados.