Clap along…

Agora que penso nisto, verifico que a tristeza, como o tempo, é um luxo: quem está francamente fodido, e sabe, abre os olhos para o dia acabadinho de começar e fica feliz ainda antes de sair da cama. Não porque seja masoquista, mas porque a vida, até do lado duro, é tão tenra, e o mundo, que é mordê-los e sorrir de gosto.

.

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

7 respostas a Clap along…

  1. Manuel S. Fonseca diz:

    Sem um desses sorrisos de gosto acho mesmo que o planeta parava.

  2. A. (Ou a Senhora A.) diz:

    🙂

  3. Clap, comme il faut, com castanholas:

  4. EV diz:

    Esta é fresquinha…

  5. Mario diz:

    Pronto, Portugal nao esta mais pobre, esta e a caminho da felicidade 🙂

Os comentários estão fechados.