Mrs. Soul & Dot

Saudade

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a Mrs. Soul & Dot

  1. A. (Ou a Senhora A.) diz:

    Sinto tanta saudade do “Escrever é triste” que não consigo mais sair daqui… 😀
    E minha mãe pensa que estou estudando… 😀

    “Saudade é um pouco como fome
    Só passa quando se come a presença
    Mas, às vezes, a saudade é tão profunda que a presença é pouco
    Quer-se absorver a outra pessoa toda
    Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira
    É um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.”

  2. Grocha diz:

    Concordo, pois Saudade é Amor, nunca desaparece!

  3. EV diz:

    Pois é…

  4. Manuel S. Fonseca diz:

    Que saudades, Mrs. Soul.

  5. nanovp diz:

    É. Mas não demasiadamente presente…senão deixa de ser saudade.

Os comentários estão fechados.