Queres vir?

Escrevemos estes rios de palavras navegáveis, não para chegar onde quer que seja, mas para partir. É uma aventura onde o eu se faz tu e tu a descobrirmos este misterioso nós. Queres vir? A solidão é uma clausura que nos impomos ao pensamento: não há um átomo solitário sobre a terra: a árvore fala com o pássaro e com a nuvem que passa, e se nada diz é porque lhe cabem no silêncio.

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

5 respostas a Queres vir?

  1. A. (Ou A Senhora A.) diz:

    Eu quero. Na verdade, já estou há algum tempo.

  2. Pessoa, o Fernandinho, partia sempre de sítios donde nunca saía.

  3. riVta diz:

    Olha que coisa tão bonita

Os comentários estão fechados.