Arquivos Mensais: Junho 2015

Bang!

    Eu sempre desconfiei que um dia acabaria por me matar. Foi hoje. Esta palavras que digo já morto são as últimas, como se a minha língua fosse a cauda de uma lagartixa que se recusa a morrer. O … Continuar a ler

Publicado em Museu das Curtas | 10 Comentários

Friné não foi sempre puta

Nestes tempos em que a Europa vai tão grega e a Grécia cada vez menos europeia, lembrei-me da excelsa e clássica puta Friné. Faço notar que Friné não foi sempre puta. Nascida na Beócia, num dos cem doces anos do … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Freud e Cormac McCarthy

  Voltei a ler. Quando posso. Não gosto de não poder. Mas se pensam que vou alongar-me no sofá do Tio Freud, tirem daí o sentido (desde miúdo que sonhava poder um dia dizer, com razoabilidade, a expressão “tirem daí … Continuar a ler

Publicado em Ando Nisto | 3 Comentários

Há-de Passar

HÁ-DE PASSAR E o meu rio corre e assim avança o mar, mesmo se as paredes da alegria se estreitam e então é quando lanço estas âncoras recitativas para passar, mesmo de lado, a fazer espaço com os cotovelos: aqui … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Tags | 16 Comentários

O sangue e o Paraíso

O que os faz correr para o Estado Islâmico? De que fogueira, de que glória vão à procura nas areias e no vento do deserto? O que os faz lavar a sangue as ruas de Mossul? Conheci há dias Ahlam … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Um convite ao pecado

O país lambe os lábios quando a Teresa Conceição aparece na SIC a visitar locais de Portugal com um charme que só apetece ir para lá viver e morrer de prazer. Para não falar de quando ela se põe a comer … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Será que isto vai durar para sempre?

O meu dentista precisou de me fazer uma pequena anestesia. “Ah, ah, não engula agora, se não fica todo dormente.” Eu já tinha visto o vídeo que, agora, vou postar aqui. Estive, vai não vai, para beber uns goles da … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

A Noiva

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Buster Keaton

Buster Keaton sabia o que era o riso. Sabia de onde ele vinha. Julgo que o riso era o sangue dele. E tal como nós não gostamos de mostrar o nosso sangue, também ele nunca mostrava o riso que tinha. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

LPs Malditos: Love you Live

Tudo é um pouco estranho neste álbum, mas não necessariamente mau. Descontrolado talvez. Há uma aceleração que antecipa o descarrilamento . Keith em guerra aberta, face a face, (ou caveira a caveira), com o seu vicio em heroína, sabendo que se for … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

Arte poética, Jorge Luis Borges

    Tive muita sorte. Aos 17 anos, caiu-me no colo este pequenino livro. Fazia parte de uma colecção de poesia da Dom Quixote, onde se publicou a “Vocação Animal” do Herberto, pequenos volumes de Nuno Júdice e Gastão Cruz, … Continuar a ler

Publicado em Está Escrito | 5 Comentários

Dockery and Son, poema de Philip Larkin

Doc­kery and Son, poema de Phi­lip Lar­kin, foi escrito em 1963 e publi­cado, com outros 31 poe­mas, no volume “The Whit­sun Wed­dings”, edi­tado pela Faber and Faber, em Feve­reiro de 1964. Como há duas semanas não temos Está Escrito, lembrei-me de … Continuar a ler

Publicado em Está Escrito | 4 Comentários

A boca da felicidade

Basta-lhes respirar e correr. Lembro-me de também já ter vivido como se só houvesse vida. Note-se, não é a mesma coisa que viver como se não houvesse morte. Viver como se só houvesse vida é respirar a felicidade absoluta, sem … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários

Para maiores de 18 anos

X – O X DA QUESTÃO O telefone é um meio de comunicação à distância – aprendi isto na primária, que é só outra maneira de dizer, no tempo tecnológico dos Flintstones. Agora, na era pós-pc, o smartphone, telemóvel esperto, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Tags | 9 Comentários

Histórias de gente que nos deu a volta à cabeça

    Dizem que Marc Chagall foi o introdutor da metáfora na pintura moderna. E também dizem que foi o maior contador de histórias em forma de pintura. E há quem diga, também, que a pintura que aqui vos deixo, … Continuar a ler

Publicado em Museu das Curtas | 2 Comentários