Um convite ao pecado

Teresa capa

Este é dos bons. Aguenta-se em pé

O país lambe os lábios quando a Teresa Conceição aparece na SIC a visitar locais de Portugal com um charme que só apetece ir para lá viver e morrer de prazer. Para não falar de quando ela se põe a comer perdizes à adega velha ou uma empada de coelho bravo em Alcácer do Sal. Isso acontece na televisão e o programa, que faz parte do nobre Jornal da Noite da SIC, chama-se “Ir é o melhor remédio“. Só que, agora, a Teresa transformou os conselhos e os segredos em livro. Está ali em cima e, como é um livro muito bom, aguenta-se em pé. É de livro! É de autora!

Teresa spread

Até os dedos se molham

É um livro que convida à aventura? Bom, se têm dúvidas, vejam como até os dedos logo mergulham no primeiro rio que lhes aparece? E há aventuras de ar e água, como há aventuras em castelos, em ilhas, nas cidades e nas serras.

Teresa fugas

Pecados no convento e a bom preço

Eu tenho de dizer aqui que a Teresa não é uma autora angelical. Quando menos se espera, no livro de que é autora, há uma zona de fugas e a música dela é um dueto de cordas. Dito por outras palavras: o livro sugere, insinua, empurra, mesmo a mais pura das almas, para escapadelas que são – toda a gente sabe e a Teresa também sabe – um convite ao pecado. É um livro indecente. Em hotéis rurais, areias de seixos, há propostas para perder a alma e ganhar voluptuosamente o corpo.  Ainda por cima, a preços de crise. Valha-nos Deus.

Daqui a nada, às 18:30, na Fnac Chiado, em Lisboa, a Teresa continua a sua missão de pecado e perdição, apresentando o livro com o Martim Cabral e o Mário Augusto, seus parceiros de programa. Ouvi dizer que o Escrever é Triste vai lá estar em peso.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

7 respostas a Um convite ao pecado

  1. Tenta o diabo, mas nós somos strongs:

    • Escrever é Triste diz:

      Taxi, vê mas é se apareces no lançamento. É logo na Fnac Chiado. A Tia espera-te.

      • Citando o presidente Obama, I can’t, é muito em cima da hora, além de estar obrigado a constituir um saldo primário, enfim, encher os cofres, para fazer face à volatilidade dos supermercados. Desejo que a apresentação decorra como uma festa de fim de mundo (de arromba).

    • Manuel S. Fonseca diz:

      O Robert era grande e devilish, dizem

  2. EV diz:

    Se é para ir, vamos! Gosto desse Portugal guiado pela nossa Tê: vou comprá-lo.

Os comentários estão fechados.