Pai, o que é um orgasmo?

Descansem que não estou tomado por um assalto de súbito pudor. Mas há coisas que não se fazem a um pobre pai em gozo (nada de interpretações perversas) de um justíssimo dominical descanso. Diz-me o Manuel, do alto dos seus oito anos, que “só não percebo a última palavra“. E eu que, camiliano, me vim refugiar da velocidade da vida no meu segundo céu que é Ponte de Lima, respondo-lhe o quê?

Ó Guida, isto faz-se?

Ó Guida, isto faz-se?

Sobre Pedro Norton

Já vos confessei em tempos que tive a mais feliz de todas as infâncias. E se me disserem que isso não tem nada a ver com tristeza eu digo-vos que estão muito, mas muito, enganados. Sou forrado a nostalgia. Com umas camadas de mau feitio e uma queda para a neurose, concedo. Gosto de mortos, de saudades, de músicas que nunca foram gravadas, de livros desaparecidos e de filmes que poderiam ter sido. E de um bom silêncio de pai para filho. Não me chamem é simpático. Afino.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Pai, o que é um orgasmo?

  1. EV diz:

    Ó Guida!… (de agora em diante, quando perder o pio, zás!, respondo ó Guida!…)

    • pedronorton diz:

      Eu já tento isso há quase 50 anos e não dá resultado nenhum, menina Eugénia. Vá por mim que sei do que falo…

  2. Já tentou a analogia. Dá sempre resultado. Diria, portanto, que sendo o sexo, vá lá, uma refeição, o orgasmo é a sobremesa, a mousse de chocolate, o toucinho do céu, a barriga de freira, enfim o pudim do Abade de Priscos.

  3. adelia nunes da fonseca riès diz:

    C’est le dessert
    Que sert
    L’abominable homme des neiges
    A l’abominable enfant teenage
    Un amour de dessert
    BANANA NA NA NA NA BANANA SPLIT

    Lio – Banana Split
    https://youtu.be/bsqLi9LfiwM

  4. nanovp diz:

    Não sei se chegas lá com analogias….

Os comentários estão fechados.