Arquivos Mensais: Janeiro 2016

Eu, desavergonhado, me confesso (à memória de Black)

I need a friend, oh I need a friend To make me happy, not so alone Look at me here, here on my own again Há dias assim, em que se acorda melancólico. Melancólico e nostálgico, com vontades de voltar … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Niels Bohr e a ferradura

Não sei se já contei o episódio, mas vejamos, estamos à porta de Niels Bohr, físico, prémio Nobel, cujos trabalhos foram essenciais nos estudos sobre física atónima e física quântica. Estamos à porta de Bohr, uma porta dinamarquesa, como ele. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

Tristeza Marechal Carmona, Alegria Américo Tomás

Há anos que sonho fazer um post sobre uma sociedade popular angolana, cujo nome me deixa fascinado: “Tristeza Marechal Carmona, Alegria Américo Tomás”. Ontem, encontrei uma fotografia – no “Abrupto”, de Pacheco Pereira – uma extraordinária fotografia e não resisto … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

Alfabeto de Mulheres

RATNAVALI DE BHANGARH Ratnavali era de uma beleza esplêndida. Nem as paredes do alto sétimo andar do palácio onde vivia a continham, nem as três linhas fortificadas à volta da cidade de Bhangarh a fechavam. O que esplende é da … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Milonguero

Um dia que perceba por inteiro as letras dos tangos que se escutam nas milongas, suicido-me. Se partir é morrer um pouco, ouvir tangos é morrer quase tudo. Tomemos um exemplo – Caminito: “Caminhito que todas as tardes feliz percorria … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários

Cobardes e Heróis

A minha primeira participação no Escrever é Triste tinha que ser triste, melancólica e nostálgica. Passadas pouco mais de duas semanas de novo abandono da pátria amada – nunca sei se usar maiúsculas ou não -, volto atrás. Como tantos, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

A Tristeza é uma forma tímida de se ser Feliz

Eu também “amo devagar os amigos que são tristes com cinco dedos de cada lado. Os amigos que enlouqueceram e estão sentados, fechando os olhos, com os livros atrás a arder para toda a eternidade“. Eu também “não os chamo“. São … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

Três catecismos malditos

Para comemorar os 10 anos da Guerra e Paz editores, decidi publicar três livros que marcaram, a sangue, a história da humanidade, os três catecismos malditos do século XX, o Manifesto Comunista, o Mein Kampf e o Pequeno Livro Vermelho. Decidi … Continuar a ler

Publicado em Está Escrito | Deixe o seu comentário

A viúva

Almeida, estou sozinha deitada no sofá com o portátil no colo a ouvir “For Emma, Forever Ago” de Bon Iver os miúdos estão nos avós o meu marido morreu não tenho fome bebo cafés e fumo cigarros entretenho os olhos … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Um beijo

O beijo que Mau­reen O’Hara e John Wayne deram em “The Quiet Man” é o arqué­tipo de todos os bei­jos. Os do cinema e os que na vida mais se pare­cem aos do cinema. Se não o viram, ouçam-no. Há na Irlanda uma tem­pes­tade … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Por Esta Linha Abaixo

Hoje não é o barco, mas o comboio que «vai de saída», e o «cais de Alfama» é Campanhã, em tons de cinza e névoa. Peregrinemos. Religiosamente profanos, nas páginas dos livros e nas suas referências, descendo ao sul e … Continuar a ler

Publicado em Trasladações e Outras Ossadas | 1 Comentário

O Fernando é um secreto

“Almeida, quero e não quero o Fernando. Não sei o que fazer. Escreves-me quelquer coisa?” Mónica   O Fernando deve ser cor-de-rosa e gorduroso. O Fernando deve ser saboroso. O Fernando é um secreto de porco preto. Claro que ninguém … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Deixe o seu comentário

Se eu morresse hoje

O desafio lançou-o a Eugénia. Aqui. Se morrêssemos hoje, que coisas ou sonhos por fazer ou cumprir é que nos deixariam frustrados e infelizes para toda a santa, burra e bovina eternidade. Hesito, entre a verdade e a mentira. As … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Saudade da velha tristeza, Alegria dos novos Tristes

Se olharem bem para a direita do vosso ecrã, vão ver o painel com as carinhas lindas do mais Tristes autores de blog de Portugal. São, pura e simplesmente, Tristes. Olhem bem. Há três novos Tristes. A Marta Cruz, o Carlos Cipriano … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Deixe o seu comentário

Cachucho

As Sextas à noite pelos Sábados de manhã. O excesso de estilos, de conversas, de electricidade, apuram a espécie bicho do mato que há em mim, ou no caso envolvente, bicho de apartamento. Gata de apartamento. De aquecedor. Há quem … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários