Incentivo

Bute-01 Bute-02

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

7 respostas a Incentivo

  1. Nem faco ideia a pergunta que o marmanjo fez para levar com um lacónico: poder ser. Livra…
    Viv’ó Sant’António! Viv’á sardinha!

  2. Esta internet africada (fibra óptica, quê?) é do melhor… Só agora vi o BUTE… Mas, o Sant’António continua a merecer 3 vivas.
    Gostei dos bonecos e da mudança de olhares da moçoila.

  3. EV diz:

    Santo António não está feliz com a, como direi, dinâmica afectiva deste casal!

  4. Bernardo Vaz Pinto diz:

    “Bute ai” sempre….

Os comentários estão fechados.