Arquivos Mensais: Maio 2017

Mark my words

mark my words Talvez não fossem ainda onze da manhã. E já não podia mais quando fechei as janelas, baixei a persiana, e seja o que Deus quiser. Não durmo de dia. Era pequenina e não dormia de dia. Tenho … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Vamos todos de amarelo?

Recebi este convite. Eu vou? E tu, estás à espera de quê? Um português sem filtro, dois heróis e um professor voyeur É já amanhã e promete. Onésimo, português sem filtro, senta-se com Eça de Queiroz e Herman Melville. Também … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

You should see my gun

Entrevistei Anjelica Huston para o Expresso. Ou foi em Paris ou foi em San Sebastian, já não me lembro. Levei comigo o Guillermo Vilela, fotógrafo argentino e parisiense que os deuses já convocaram. Já não tenho nenhuma das fotografias que … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Kill Bill state of mind

Kill Bill state of mind Sempre li de tudo. Bem, agora menos. Mas quando era pequena lia o que viesse, fosse lá o que fosse a que jogasse a mão. Com a música a mesmíssima coisa. Tive sorte. Tanto com … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

O cheiro da minha rua

Caiu agora um chuvisco na minha rua. Agora mesmo. E mesmo da calçada, levantou-se do chão o intenso cheiro de terra. Alcatroamos, calcetamos, construímos casas, tapamos tudo a cimento e basta que venham dois pingos: a soterrada lama, o cheiro … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Bowie and Friends´ Dream

Na noite de 20 de Maio de 2017, tive um sonho. Sonhei que Bowie, o meu herói de todos os tempos, descera à Terra e tomara conta do meu corpo, numa forma a meio caminho entre o Ziggy Stardust e … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

mendigo ,vagabundo

  céu de ferro chão de mirra no topo um castanheiro Ginete, ginete trocamos risos e sisos intervalo volátil no meu sonho brincavas zum-zum , zum-zum mendigo, vagabundo lento balão azul

Publicado em Post livre | 2 Comentários

As duas únicas canções do mundo

Há canções assim. Basta ouvi-las uma vez e sabemos que está ali uma grande, uma enorme canção. Ficam logo entranhadas em nós, a tal ponto que nada mais ouvimos, como se não houvesse mais nenhuma canção no mundo para ser … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Molhada era uma star

  Há o grito de alma. Charlie Chaplin, perdoemos-lhe o populismo, gritou assim, da sua milionária torre de marfim: “Se há uma coisa que sou e só uma coisa, é um palhaço. O que me põe num plano bem mais … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Vittorio Storaro, à velocidade da luz

Esta entrevista, publiquei-a a 28 de Março de 1992, no Expresso. Mas onde é que fui entrevistar Vittorio Storaro, que era, então, um dos meus ídolos? Foi em Espanha, em Madrid ou San Sebastian? Sei que não foi em Nova … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Sociedade para a Ressurreição dos Mortos

Já não via George A. Gifford desde 1970. Encontrei-o em Luanda, era ele pastor da Igreja adventista, e vinha na qualidade de director-geral da Sociedade para a Ressurreição dos Mortos. Na altura, já Mr. Gifford tinha devolvido à vida a … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

Silence

Manchester 22.05.2017

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Egon Schiele e Alfred Sisley: paisagens

Tinham ambos a obsessão da paisagem. As de Alfred Sisley tinham sempre o mesmo tema, a natureza, uma natureza quieta, imóvel. A paixão de Sisley é a da imobilidade e a turbulência, se turbulência havia – e há – vem-lhe … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Só isso

– Nada de especial. Só passei para dizer … olá!

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Jacques Tati

Foi dos últimos artigos que escrevi no Expresso antes de ir para a SIC. Fevereiro de 1992. Passaram 25 anos e Jacques Tati, morto e enterrado, não é sequer um ilustre desconhecido. E eu estou a pensar que já me … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários