encantador de serpentes

Sobre Ana Marchand

sou uma creatura sou uma creatura no meio de imensas outras criaturas. sou um pouco deste planeta e muito deste universo. busco o calor e a luz. fabrico imagens , olho atentamente ,deixo nas folhas dos cadernos essa memória , o registo, o arquivo leio , leio muito. rodeio-me de sons. sou nómada , viajante, curiosa, estudante. gostaria de me consumir totalmente, sem deixar resíduo.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a encantador de serpentes

  1. Bea diz:

    A Ana está empenhada em que a gente tresleia? Ou é efeito cénico ainda pertença do encantador de serpentes e que atingindo as letras as endoidou?!

  2. riVta diz:

    Ah ah ah não sei se é de propósito mas tresler de vez em quando é brom.

  3. Manuel S. Fonseca diz:

    Estes texto, como o ginete, vem aos pulos. Vou comprar uma pala à Fritz Lang para ler tudo direitinho.

  4. Ana Marchand diz:

    se puder contribuir para diminuir o déficite, com mais consumo…palas , oculos ,etc , fico contente.

    mas mais a sério, gosto que a palavra transporte visualmente as emoções que me abalam…e ver o ginete aos pulos direito a mim foi um tremor de terra.

  5. Guilherme Godinho diz:

    Quando era pequenino alguém me ofereceu um pífaro, não era uma flauta, mas servia.
    Devo ter infernizado com alguns sons estridentes a vida à Trrim (a Trrim foi uma espécie de mae/madrasta adoptiva que entretanto enlouqueceu e me ofereceu a minha primeira orfania), soubesse o que sei hoje e teria guardado aquele pífaro de flauta para usar com a quantidade de víboras com que me fui cruzando.
    Gostei muito Ana!

  6. A Vieira diz:

    Encantadores de serpentes, só vi em documentários..

    Agora nos media portugueses, aparecem uns aprendizes de encantadores (sem serpentes) a vender uma poção mágica para os incautos, que sempre existiram em todas as épocas…..

SEJA TRISTE, COMENTE