Amor de sempre e para sempre, não estás

AMOR DE SEMPRE E PARA SEMPRE, NÃO ESTÁS

Meu Espírito, Minha Carne,
Meu Nome para a Alegria,
Minha Porta para o Amor,
Meu Amor:
não se pode amar sozinho:
a escuridão existe
e tu não estás aqui.

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

5 respostas a Amor de sempre e para sempre, não estás

  1. carlos diz:

    Sem comentários

  2. Dionisius da Silva Egas diz:

    Má.

  3. Dioegas da Silva Nisius diz:

    Má & Má

  4. Diosilvas da Silvius Egonisius diz:

    Má e Má e Má & ainda Má

  5. Dioniusius da Silva Egas diz:

    Goodnight.

SEJA TRISTE, COMENTE