eclipse

A passagem do Deus fugitivo

                                                        entre a casa do poeta

                                                                                                        e da linguagem

maravilha

fugaz clarão

(leva me para outro mundo
os bolsos cheios de cinzas)

 

Sobre Ana Marchand

sou uma creatura sou uma creatura no meio de imensas outras criaturas. sou um pouco deste planeta e muito deste universo. busco o calor e a luz. fabrico imagens , olho atentamente ,deixo nas folhas dos cadernos essa memória , o registo, o arquivo leio , leio muito. rodeio-me de sons. sou nómada , viajante, curiosa, estudante. gostaria de me consumir totalmente, sem deixar resíduo.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

2 respostas a eclipse

  1. Manuel S. Fonseca diz:

    a casa do poeta e a casa da linguagem são boas de visitar.

  2. Lisa Santos Silva diz:

    E o poeta respondeu ….

    « Huye luna, luna, luna.
    Si vinieran los gitanos,
    harían con tu corazón
    collares y anillos blancos. »

    Para ti Ana !

SEJA TRISTE, COMENTE

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.