Aquivos por Autor: Ana Marchand

Sobre Ana Marchand

sou uma creatura sou uma creatura no meio de imensas outras criaturas. sou um pouco deste planeta e muito deste universo. busco o calor e a luz. fabrico imagens , olho atentamente ,deixo nas folhas dos cadernos essa memória , o registo, o arquivo leio , leio muito. rodeio-me de sons. sou nómada , viajante, curiosa, estudante. gostaria de me consumir totalmente, sem deixar resíduo.

os longos dias

entre orbitas vadias  e noites claras. equador , deserto , calor facho,faisca, fogo.   selando o luto no punho, os longos dias do final de junho       (imagem by Alamy-24h. de sol em Dedhorse , Alaska onde o … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

je suis un autre 2

Saí cedo. Gosto das manhãs frescas, da luz quebrada, do silêncio em redor Cheguei na maré baixa quando a água desce e o pântano fica quase raso. Olhei em redor. Descalcei as sandálias. Mergulhei os pés e as mãos na … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Deixe o seu comentário

mendigo ,vagabundo

  céu de ferro chão de mirra no topo um castanheiro Ginete, ginete trocamos risos e sisos intervalo volátil no meu sonho brincavas zum-zum , zum-zum mendigo, vagabundo lento balão azul

Publicado em Post livre | 2 Comentários

encantador de serpentes

Publicado em Post livre | 11 Comentários

bashô

sobre o caminho ao sol bosque de sobreiros perfume de mel

Publicado em Post livre | 1 Comentário

tempos felizes

25 abril 1974 Era eu uma jovem moçoila disposta a conquistar o mundo. …e o mundo, o meu mundo, o meu Portugal, dava-me a melhor situação, quente, dinâmica , explosiva, romântica . A REVOLUÇÃO. Tudo era possível e para mim … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

filha de saint’exupery

Não sei se foi de dia, ou a meio da noite. A camada de pó cobria o caminho, tinham voado areias do deserto , poeiras. Perdi o rasto e a razão. Fiquei assim. À espera. Pelo cheiro estava longe, sem … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Comentários fechados em filha de saint’exupery

volubilis

  Calígula degola Ptolomeu e a terra treme/ no chão de ruinas a pedra gasta o phallus polido  Sândalo/ no campo de serpentes/ a flor e o fruto de um escândalo/ sementes          Era uma vez e … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

outros cader5nos

Publicado em Post livre | Comentários fechados em outros cader5nos

8 de Março

  no res-caldo do dia da mulher uma imagem E-Vidente.

Publicado em Post livre | 1 Comentário

arranha céus

Nas alturas da crise Uma certa vertigem, uma perturbação, o desequilíbrio da estrutura, abalada até às fundações. Um mundo liquido, caduco, as suas fissuras, crateras e salientes junções A vida, a morte, a constante oscilação, o sonho e a realidade … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Comentários fechados em arranha céus

póspop

Masaya Nakamura o pai de Pac-Man morreu no inicio deste ano. Pac-Man? Quase todos nós tivemos o privilégio de o ter nos nossos telemóveis de inicio de carreira. Era aquele jogo, com o circulo glutão que comia dots, e os pequenos … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Comentários fechados em póspop

cubik sky

Publicado em Post livre | Comentários fechados em cubik sky

l’amour fou

Frida , o corpo dilacerado com lanças (muitas vezes ferida),   viveu o êxtase do amor,as visões cósmicas , imóvel, deitada, apagada.   Descreve assim o seu sentir por Diego, «espelho da noite. os teus olhos espadas verdes dentro da minha … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

a importância da questão da beleza.

entre 1979 e 1984  Andrei Tarkovsky disparou frequentemente a sua máquina polaroid. o resultado são estas imagens de luz, da natureza , imbuídas da sua visão singular da Humanidade « o papel do realizador é o de reinventar a vida, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários