Aquivos por Autor: Eugénia de Vasconcellos

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.

Uma palavra chega

No outro dia, e talvez por que eu desejasse tanto ter sido destemida e mais isto e aquilo num saco de impossíveis virtudes e concretizações para quem é apenas como é e nada mais, disseram-me uma das coisas mais bonitas … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

Mãe, quero ser americana!

Agora que penso nisto, verifico: o que pode lixar um escritor não são os seus vícios, mas a overdose das suas virtudes. Há-de ser também por esta razão que os diabos americanos, e os americanizados como o meu rico Conrad, … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | 1 Comentário

O outro salmo 63

O OUTRO SALMO 63 Escrevo porque existo aqui, à sombra das tuas asas que fazem sombra ao sol e do azul cinza. Escrevo porque posso quando a luz não bate de frente o riso dos seus dentes nos meus olhos … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

Thank God we can’t tell the future. We’d never get out of bed.

Um dos grandes problemas da escrita, quero dizer, para quem escreve, é a puta da verdade. A verdade ela própria, sem factos alternativos nem pós coisa alguma, sequer pózinhos dourados. O problema da verdade na escrita, para quem escreve, é … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

Zen

Procurei casa em Lisboa. Para comprar. Arrendar. Licitei na sexta-feira um raio de um apartamento minúsculo, a cair aos bocados, para restaurar – perdi, claro, parece que afinal era grande, espaçoso e tinha acabamentos de primeira. Ia mesmo agora cortar … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Não conheço outra coisa

Não conheço outra coisa e não é que eu seja assim tão agarrada à vida, apenas não conheço outra coisa. E a morte dura que se farta – tenho tempo, não me atrai. Mas há dois ou três dias, estava … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Poetas e gente dessa

Ainda há pouco, na Revista do Expresso, no Fraco Consolo, de Pedro Mexia, li Poetas. Claro que sorri logo com o oposto do oposto do oposto… Não conheço Pedro Mexia. Não conheço um único poeta vivo. Dos meus poetas mortos, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 14 Comentários

O terrorismo explicado aos adultos

O colégio onde os meus sobrinhos estudam diz que é internacional e o ensino é em língua inglesa – com português e mandarim uma ou duas vezes por semana, não sei exactamente. Porém, de vez em quando, lá em casa … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Tantas saudades meu Lindo Cão

e eu que sou católica e praticante, e praticante e praticante, de tanto não acreditar na ressurreição dos mortos e na vida no mundo que há-de vir, espero, mal morra, ver no mundo que há-de vir, porque de tanto praticar … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 12 Comentários

Imitação dos Livros

IMITAÇÃO DOS LIVROS E a apresentação do livro e o programa de rádio, a entrevista? É não. O livro não estende a mão, passou bem, um abraço, um beijo, nada. O livro tem o bom senso que falta ao autor: … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Está tudo bem

ESTÁ TUDO BEM então, esta mulher alimentou o homem de cada vez que ele passou à sua porta. E porque ele ia e vinha, mandou fazer em sua casa um quarto onde descansasse, e lhe o deu, cama, mesa, cadeira … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 15 Comentários

Ler

Agora que penso nisto, vejo que a independência, de pensar, de dizer, de fazer, enfim, de ser, vem muito mais de voltarmos as costas aos ganhos possíveis do que da liberdade das perdas que tivemos – acho que posso jurar … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | 2 Comentários

It’s hard out here for a bitch

A despropósito: aqui há uns tempos escrevi sobre esta canção. Obviamente, não vou sugerir que leia com tanta coisa boa que há aí para ler, e com tanta porcaria que também é imprescindível ler. Olhe, take it or leave it, a mí, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Pós-Verdade, Factos Alternativos e, vá, Pensamento Criativo

Já me ri tanto! Quem não viu, veja, quem viu, olhe, reveja. E não se esqueça, não seja obsoleto, que é lá isso de verdade? Se o seu marido/namorado/híbrido lhe mentir à bruta, diga: ó meu querido, que criativo, que … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Mistérios de Inglaterra

MISTÉRIOS DE INGLATERRA Antes, é preciso dizer que o meu rico sobrinho mais novo que já tem cinco, e não é bebé, nem um robot, é preciso esclarecer, é um menino, não tem ainda o ouvido ideal. Pronto, foi operado … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários