Aquivos por Autor: Pedro Marta Santos

Sobre Pedro Marta Santos

Queria mesmo era ser o Rui Costa. Ou sonâmbulo profissional. Se não escrever, desapareço – é o que me paga as contas desde 1991 (são 20 anos de carreira, o disco está a sair). Há momentos em que gosto mais de filmes do que de pessoas, o que seria trágico se não fosse cómico – mas passa-me depressa. Também gosto dos olhos da Anna Calvi. E das bifanas do Vítor. Aprecio um brinde: “À confusão dos nossos inimigos”. Não tenho nenhuns, só uma ternura infinita pelo azul das árvores e o amarelo do mar. E peço: digam-me mentiras.

Amor, Moreia

Obituário publicado na revista Sábado a 03 de Agosto (Moreau detestaria as paredes bidimensionais de 3400 caracteres, ela que é um ser da quarta dimensão): Nunca teve a beleza das estrelas dos anos 60 (Brigitte Bardot, Romy Schneider, Kim Novak, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Comentários fechados em Amor, Moreia

A Murmuração das Aves

  “Acho que Mozart não te vai valer de nada” Midge Wood A irmã mais velha da ponte sobre o Tejo unia as sequóias ao muro de Fort Point.  São Francisco comprazia-se num erotismo de colinas, sol, eléctricos, namoro marítimo. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Best of 2016

O melhor do que vi nos últimos onze meses e meio, já com saudades de ainda não ter espreitado “Manchester by the Sea” de Kenneth Lonergan, “The Light Between Oceans”de Derek Cianfrance, “Toni Erdmann” de Maren Ade”, “La La land”de … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Mamma Mia

                Os homens adoram que as mulheres lhes coloquem obstáculos. As mulheres adoram colocá-los. Conhecem obstáculo mais sedutor do que o soutien? Pensava-se que o soutien era uma invenção recente, de finais do … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Ball Boys and Girls

Quem já pôs os pés em Londres sabe que o mais provável é molhá-los. Deus criou e protege a Inglaterra, mas sempre que a visita não se esquece do guarda-chuva. Mesmo no Verão, quando se comem gelados em Hyde Park, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Comentários fechados em Ball Boys and Girls

2015: IN THE DARK

(por ordem decrescente de grandeza)   Mad Max: Estrada da Fúria x Acção x Austrália x 120m x De George Miller x Com Tom Hardy e Charlize Theron x ***** “Mad Max: Estrada da Fúria” é o resgate de cinco … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

Pentimento: “A Pianista” e a Reprodução da Violência

Andava há anos para o ver mas, por alguma razão, nunca calhou. Arrumei a questão como sempre faço quando estou desesperado: comprei-o em Espanha (dvdgo-com, aconselho sonoramente). Na filmografia pré”Laço Branco”, “A Pianista” é o mais célebre capítulo do austríaco … Continuar a ler

Publicado em Trasladações e Outras Ossadas | 6 Comentários

BEST OF 2015

Os melhores filmes de ficção, documentários e séries que vi este ano (até ver). Na aguda preguicite do costume, as justificações seguem mais tarde – mas como se justificam lágrimas e suspiros? FILMES – FICÇÃO The Assassin – Hou Hsiao-hsien … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

A Imaginária Polifonia Sexual de Pessoa

  (texto de apresentação do extraordinário “Fernando Pessoa: Minha Mulher, a Solidão”, de uma certa editora) https://youtu.be/v2Ca7tiEhBo https://youtu.be/1swzjZvAeiI https://youtu.be/CTB15PPtMyA Nascidos entre 1923 e 1940, Walerian Borowczik, Roman Polanski e Andrzej Zulawski são polacos e partilham fortes ligações a França, com … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Doente de Ti

Por ora, é esta a literária maleita que me mastiga os rins:   Olhos de cão azul.  Ele esperava às dezassete horas de cada terça-feira. Era dos poucos que não usava guarda-chuva. Decidira-se a enfrentar o manto nuvioso com uma … Continuar a ler

Publicado em Ficção | 2 Comentários

Ignorância e Sabedoria

  O melhor sítio para se aprender sobre escrita de argumento (ou de guião, numa linguagem mais televisiva e contemporânea) é a sala de cinema. Há poucos livros que ajudem de facto ao domínio de uma técnica criativa por vezes … Continuar a ler

Publicado em Está Escrito | 4 Comentários

Relatório Minoritário

Algumas das estreias das últimas semanas, em impressionismo minimal repetitivo: Experiência de Quase Morte x De Benoit Délépine e Gustave Kervern Experiência decepcionante, de um existencialismo lúgubre, não desprovida de humor, este é o percurso final de um dia na … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Adeus ao Cinema

O apogeu de Godard terminou há quase meio século. Foi em 1967, quando o engarrafamento de “Week End” aniquilava a esperança nos homens e na ficção que eles sonham. Existem várias teorias sobre os motivos da decadência. A mais verosímil … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Sing the Body Electric

“The Big Screen – The Story of the Movies and What They Did to Us”, de David Thomson (Farrar, Straus and Giroux, 2013), pode ser a melhor história impressionista do cinema alguma vez escrita. E Thomson poderá ser o mais … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

A Melhor Receita de Sempre Para o Sucesso Cinematográfico

Em 1941, o inimitável argumentista e realizador Preston Sturges, um dos génios esquecidos do século passado, compilou uma lista das “11 Regras Para Triunfar nas Bilheteiras”. Aconselháveis a qualquer criador com falta de humildade – a quase todos os criadores … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário