Aquivos por Autor: Rita Roquette de Vasconcellos

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.

Então?

Foto EV Douro Junho 2017 – O que vês nesta imagem? – Na fotografia? – Sim. – Queres que te responda por alguma ordem? – Não. Diz-me só o que vês nesta foto. – Mas … não podia ser outra? … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Quando o Céu desce à Terra

 

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Silence

Manchester 22.05.2017

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Só isso

– Nada de especial. Só passei para dizer … olá!

Publicado em Post livre | 8 Comentários

O arranjo

No mesmo dia, o Benfica ganhou, o Papa visitou Fátima, a Luísa e o Salvador Sobral deram a Portugal uma projecção inesperada com o primeiro lugar no Festival da Eurovisão e nos últimos segundos de exposição mediática, o Salvador fez uma coisa … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Entalado

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Para um poema – i

Poema de Eugénia de Vasconcellos Banda sonora e voz: riVta

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Fenómenos

– Vivemos num mundo curioso. – Não me vais falar do terço da outra pois não? É que já não se pode. – Não! – Então? – Lembraste daquela exposição de fotografias a que fui? – Sim. – O tipo vendeu … Continuar a ler

Publicado em Ficção | 4 Comentários

Silêncio

O silêncio é um lugar de palavras

Publicado em Escrita automática | 10 Comentários

Incrível

– Incrível.A diferença que faz pensarmos se está meio cheio ou meio vazio!

Publicado em Post livre | Tags | 10 Comentários

Vamos ii

Publicado em Post livre | 6 Comentários

14 de Fevereiro

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Tatoo art – feérico ma non troppo

Fomos recebidos num ambiente apropriado ao massacre do corpo. Marcar a pele, um gesto tão distante dos meus hábitos. Imaginei possível eu ser outra. Oferecer o corpo. O braço, o pulso, o pescoço ou a nuca, sei lá, qualquer coisa? … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 14 Comentários

Cinco anos depois

A 14 de Dezembro de 2016  este blog fez cinco anos. Parece que foi ontem que me diverti com a varicela da Jolie e com o Manuel.

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Os Guardiões

  a rua? a mesma do outro dia não se mexeram enquanto passei sequer ladraram … guardavam

Publicado em Post livre | 10 Comentários