Aquivos por Autor: Teresa Conceição

Sobre Teresa Conceição

Ainda estou a aprender esta terra de hieróglifos. Tenho na mala livros e remoinhos, mapas e cavalos guerreiros, lupas e lápis de cor: lentos decifradores. Sou nativa de Vadiar, terra-a-terra. Escrever? Ainda não descobri onde fica. Mas parto com bússola e farnel (desconfio que levo excesso de bagagem).

Mama Africa Clandestina

  Como pode ser tão alegre e irresistível a música dos que sofrem? Como pode ter sorriso tão largo e bamboleante, tão íntima paz no olhar? A alegria e o consolo dos perseguidos enraivece ainda mais os persecutores. Nasceu da luta … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

De braços abertos

  Há dias em que parece que nascemos com um enorme peso sobre a cabeça.     Será que nos há menos céu em cima?    

Publicado em Post livre | 3 Comentários

Ó Tempo volta, estás perdoado

    Olhei-o nos olhos: agora fica muito quieto. Não podes mexer-te. O lápis estava rombo, o guardanapo nunca se deu bem com a grafite, o chão torto e eu nunca dancei bem e já não desenho há muito tempo … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

A caminho da luz

  A ideia era ir à missa. Mas e agora dar com o sítio? Ovelhas tresmalhadas têm sérias dificuldades em reencontrar o rebanho, já se sabe. Vale a pena ir à missa quem não sabe da missa a metade? São obscuros … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

De anjos e outros seres aquáticos

  Oh gente do mar alto, errante de marés e luas diversas. Oh habitantes desse espaço que imita o azul do céu. Oh leitores de Borges e dos seus reflexos. De capas de livros vos falo, de seus títulos e … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Os barcos do amor

  Preparados para activar a banda sonora do Love Boat? Mas atenção que a série é outra. Há quem coleccione beijos, abraços, selos, moedas (ou deverei antes dizer ‘acumule’?), mas os meus cromos são de outro calibre: faço colecção de baptismos … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Baptismos de colecção

  Seja bem-vindo a uma galeria de baptismos sobre as ondas. Lirismo náutico em acção geográfica alargada a todo o país, do continente às ilhas. Se o baptismo é um ritual de passagem feito com água sagrada, que dizer dos … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Quando uma ilha *

  Quando uma ilha se sente cansada, encosta a cabeça e dorme. Quando uma ilha está com calor, pede uns salpicos para molhar a saia. Quando uma ilha tem comichão, pede aos caminhantes que se apressem. Quando uma ilha quer … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 7 Comentários

As árvores-coração

  Cresceram sobre a pedra, respiram na parede: pulmão de um muro. Que mão as criou, de lata em punho? Em frente, o barco da ilha em cais de chegadas. Cais não cais, vais de partida. Senhora da Conceição, ai, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Voo olímpico

  Ora muito boa tarde senhores ouvintes, ou boa noite, consoante a hora e o continente em que nos estiverem a ouvir. São as Olimpíadas do voo para seguir em directo neste blog. Estamos em condições de afirmar que a … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Aguarela do Brasil

Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça. Quem tem garotas como as que inspiraram a canção de Tom Jobim, quem tem canções como as de João Gilberto, Vinicius de Moraes, Gal Costa, Nara Leão, Elis Regina, elas meninas que … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

O salvador

  É um gato mais que sabedor: sabichão. Então não é que diz que sabe onde está a árvore das patacas? Ainda por cima apregoa-o aos sete ventos. Como se não bastasse, anda por aí a pavonear-se em coreografias engenhosas … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Por mais longe que vá

  ‘Pode-se tirar um homem do Alentejo, mas nunca se tira o Alentejo de um homem’, dizem os alentejanos. E os dos Olivais? E os da Bairrada? É quando nos afastamos da terrinha que mais sentimos a pertença? Que mais … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

As filhas dos homens

Das ligações secretas entre poemas e geografia nunca soube até àquele dia. Eu super mulher na prancha, dona do mundo e das montanhas Lozenska. Nome de mulher, que esperava eu de uma Lozenska altiva, a vingança foi fria: queda no … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Terá de estar vazio o Paraíso

  Não poderei esquecer o rosto do motorista iraniano naquela tarde. Foi a primeira vez que li em voz alta os Rubaiyat de Omar Khayyam. Estava em Shiraz, no Irão, à sombra de um escasso jardim que não trazia frescura … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários