Arquivo da Categoria: Post livre

post livre

O poder e os lírios do campo

Foi um beijo paz na Terra aos homens de boa vontade, mas ia caindo o Carmo e a Trindade. Quem me disse, na longínqua Luanda dos meus 12 anos, que numa noite dos Oscars a mediterrânica Anne Bancroft beijara o … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Crepúsculo (1)

  Milton Avery   Spring in the Mountains, 1960   Afinal não era isto. Não era nada disto, pensou. Sentiu uma comichão no pé, o ar seco irritava-lhe a pele. O sono fazia falta, por tudo e por nada resmungava. O … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Romance do fundilho das calças

Como é que os escritores escrevem? À mão? Ainda à velha máquina de escrever? No teclado de um portátil? Por ditafone? Eu sei como escrevia Agustina. Dos três livros de que fui editor, recebi rolos de papel com aquela letra … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

respeita meu crespo

« todos estes estilos eram efémeros.  Desejei que se transformassem em obras de arte, fixando a sua passagem» Ojeikere , fotografo nigeriano  

Publicado em Post livre | 2 Comentários

O homem mais livre de Portugal

(Escrevi este texto no DN em Novembro de 2011. Volto a escrevê-lo hoje, que um  faccioso, racista e candidato o ameaçou de porrada) O João Quadros, escritor, humorista, guionista e twitterista é, provavelmente, o homem mais livre de Portugal. Não … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 8 Comentários

Emotion trumps reason

              Não há palavras que traduzam bem este título. Ainda assim há um ponto a ser feito por ele que tentarei explicar o melhor que sei. Não há racional no fascismo nem no racismo. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

O busto de Fonseca

O padre Fonseca (José Maria da Fonseca) nasceu em Évora, em 1690. Tomou os seus votos em 1714, em Roma, onde vivia. Era Franciscano e o papa Bento XIII promoveu-o rapidamente a Procurador Geral da Ordem. Serviu-se da sua posição … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

CANTI

(Falarei de janelas) Gaspar David Friedrich CANTI   A  norte     Montanha Nu      jardim         talvez        um     dia O   Vento    a      Àrvore Kshksh     kshish     kshish ferrugem           coruja vasta    amarga     pele     escura Thun               hum                  dhum 1000      800         1  

Publicado em Post livre | 1 Comentário

É proibido casar bêbado

“ – A paixão é um instante de desvario. Pessoas que casam por paixão deviam ser consideradas inimputáveis, e esses casamentos anulados. – Não está mal visto – concordei. – As pessoas só deveriam ser autorizadas a casar estando lúcidas. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Era um cavalheiro quando não bebia

“Olha para ti, Dreyfuss, só comes e bebes, és gordo e desmazelado. Nessa idade, é criminoso. Nem dez flexões de braços fazes.” Era o que, nos dias de maior cortesia, Robert Shaw, actor shakespeariano, dizia ao jovem americano Richard Dreyfuss, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

Nem sei se te ame se te odeie

Estava aqui a olhar para Steiner. Este Steiner. Tudo quanto gosto num homem, ele tem. E quando fala, ou melhor, quando leio o que escreve, percebo claramente o significado de “mas dizei uma palavra e serei salva”. Nem sei se … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

os reis os leões os seres humanos

quem és tu?        não era uma imagem          uma causa         anima             os diferentes lugares                     … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 1 Comentário

Amor, Moreia

Obituário publicado na revista Sábado a 03 de Agosto (Moreau detestaria as paredes bidimensionais de 3400 caracteres, ela que é um ser da quarta dimensão): Nunca teve a beleza das estrelas dos anos 60 (Brigitte Bardot, Romy Schneider, Kim Novak, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Deixe o seu comentário

Os discos e a tuberculose

A história vem toda, e muito bem contada, aqui, na New Statestman, e em muito bom inglês. Resumo na branda língua portuguesa, aconselhando leitura do original. Na velha União Soviética, depois da II Guerra, com Estaline e depois de Estaline, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

O enxovalho

Richard Dreyfuss é um choramingas, um cry-baby. Vi-o lavado em lágrimas na televisão irlandesa. Mas permitam-me que primeiro invective os portugueses. Temos a mania de que somos desenrascados, que o improviso para o português é como limpar o cu a … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários